Publisher Theme
Art is not a luxury, but a necessity.

Debate celebra a força feminina no carnaval

299
Dentro da homenagem a uma das maiores carnavalescas da história, o projeto multiplataforma Carnavalize celebra a força da mulher no universo do samba e das suas escolas. Longe dos cargos de poder, a presença feminina no corpo de uma agremiação segue restrita aos papeis socialmente aceitos ligados à maternidade e à sexualidade. 
Repensando as funções de porta-bandeiras, passistas e baianas e suas tensões, além de refletir sobre a presença da mulher em cargos até então poucos usuais no corpo das agremiações, como mestres de baterias, intérpretes e dirigentes, o evento reunirá um time de convidadas para discutir a presença feminina do universo carnavalesco em pauta com os movimentos feministas contemporâneos. 
Mesa 1 – “Corpos que dançam: passistas, porta-bandeiras e o lugar feminino” (14h às 15:30h)
A primeira mesa do dia versará sobre os cargos historicamente reservados às mulheres na história da folia, lançando novos olhares e problematizando clichês presentes no imaginário da festa. Além disso, tem também o intuito de repensar o lugar da dança e do uso do corpo no âmbito dos desfiles, entre a tradição e a modernidade. 
Debatedoras: Squel Jorgea (porta-bandeira da Mangueira), Lucinha Nobre (porta-bandeira da Portela), Rafaela Bastos (passista da Mangueira), Bárbara Pereira (jornalista e pesquisadora)
Mediação: Any Cometti (jornalista e pesquisadora)
Mesa 2 – “Outros papeis: o lugar nas quadras, barracões e avenidas” (Das 16h às 17:30h)
A segunda mesa reunirá um time diverso que discutirá os cargos pouco ocupados por mulheres historicamente em uma escola de samba. Dos papeis administrativos ao universo dos barracões, passando pelos microfones e baterias, a pauta passeará pela presença feminina pouco massiva nesses ambientes. 
Nomes confirmados: Thayane Cantanhêde (diretora de bateria), Milena Wainer (intérprete e apoio da Vila Maria e Mocidade Independente), Penha Lima (projetista e aderecista), Rachel Valença (pesquisadora e ex-dirigente do Império Serrano)
Mediação: Luise Campos (jornalista e pesquisadora)
SERVIÇO:
Roda de conversa “Mulheres do samba: resistência e samba no pé”
Dia 16/03/2019, a partir das 14h
Centro Municipal de Artes Hélio Oiticica
Rua Luís de Camões, 68 – Praça Tiradentes

Comentários estão fechados.

Follow by Email
Instagram
Fale conosco