Publisher Theme
Art is not a luxury, but a necessity.

Samba da Feira entra no ritmo de carnaval e convida o grupo Menos é Mais e a Bateria da Mangueira para a festa pré-carnavalesca

172

Mangueira para a festa pré-carnavalesca

O Samba da Feira – que, há mais de três anos, oferece shows gratuitos para milhares de pessoas, todo sábado, das 17h às 23h, nos Armazéns do Engenhão, no Engenho de Dentro – No dia 8 de fevereiro, o projeto reúne duas atrações de peso: o Grupo Menos é Mais, de Brasília, e a Bateria da Mangueira para um esquenta de pré-carnaval.

O Samba da Feira – evento pelo qual já passaram mais de 500 mil pessoas – tem um grupo de músicos fixo no evento. É o grupo Seligaê, que era a banda base dos shows do cantor e compositor Arlindo Cruz. Com a batucada de primeira como característica, o Seligaê é formado por Tico Santos (repique de mão e voz), Fábio Miudinho (pandeiro e voz), Edir Lins (tantã), Flávio Miúdo (surdo e voz), Leandro Luna (violão e voz) e Betão (reco-reco e voz). O grupo tem CD produzido por Wilson Prateado, com músicas inéditas e duas faixas com pot-pourris de regravações. 

ATRAÇÕES DO DIA 8 DE FEVEREIRO

· Grupo Menos é Mais

Com 42 milhões de visualizações e 182 mil inscritos no Youtube, o grupo de pagode Menos é Mais já representa Brasília em outros estados e é a promessa do gênero musical na capital federal. O grupo tem três anos de estrada e já coleciona números impressionantes e fãs ilustres, como os jogadores de futebol da Seleção Brasileira: Neymar, Thiago Silva e Roberto Firmino. O sucesso da banda fez com que artistas renomados, como ocantor Ferrugem e Gabriel Fernandes, assumisse a produção musical de novas músicas da banda. O trabalho já começou e tem previsão para ser lançado em março deste ano. O próximo lançamento da banda será a música Recaída, comparticipações dos influencers digitais André Coelho e Clara Maia. Com um repertório animado, que mescla sucessos de outros artistas e músicas autorais, o Menos é Mais lota casas em Brasília e já conquista um grande público fora da capital, inclusive no Eixo Rio-São Paulo,onde o samba tem raízes fortes. “Viajamos, recentemente, para o Rio de Janeiro duas vezes, Goiânia-GO e Rio Verde-GO. Estamos com datas fechadas em São Paulo,Minas Gerais e no Pará”, disse o vocalista Eduardo Caetano, mais conhecido como Duzão. O Grupo Menos é Mais nasceu há três anos, por iniciativa dos integrantes Gustavo Goes e Jorge Farias. Posteriormente, o vocalista Duzão e os percussionistas Paulo Félix e Ramon Alvarenga integraram o time.

· Bateria da Mangueira

Uma das mais tradicionais escolas de samba do Rio, a bateria chamada carinhosamente desde 2013 de “Tem que respeitar meu tamborim” promete aquecer os foliões cariocas e turistas. Fundada em 28 de abril de 1928, mantém, desde então, uma única marcação, o surdo de primeira na bateria, e, entre seus fundadores está o ícone da música nacional, Cartola. Uma das figuras mais emblemáticas da Mangueira é o sambista Jamelão, que foi o intérprete oficial da escola de 1949 até 2006. Vale lembrar que a Bateria da Mangueira foi a primeira escola de samba a ter uma Madrinha de Bateria, Neide dos Santos. E tem que respeitar tratamento diferenciado do seu tamborim, afinal, a “verde e rosa” foi campeã do Grupo Especial do Carnaval por 17 vezes, sendo o título de 2016 o mais recente.

Sobre o Samba da Feira

Tudo começou na casa do administrador de empresas Mario Castilho, na rua Teresa Cavalcante, em Piedade. Todo sábado, dia de feira na rua, ele costumava acordar cedo, preparar uns camarões, chamar os amigos e ouvir um bom samba no quintal, enquanto acompanhava o movimento da feira. Teve, então, a ideia de comprar um barril de chope e deixar as portas da garagem abertas para quem quisesse parar e curtir o samba. Surgia, assim, o Samba da Feira, que estreou no dia 14 de maio de 2016. O barril logo virou vários, tiveram de providenciar espaço para os barraqueiros e para a galera que só aumentava a cada sábado. Não demorou para o samba, que ia das 10h às 16h, virar febre e atrair público do bairro e das adjacências.

O evento cresceu muito, e vieram os problemas: reclamações de vizinhos por causa do barulho, reclamações dos feirantes… Então, Mario e os amigos foram conversar com o administrador regional da XIII R.A. e receberam a oferta de fazer a roda nos Armazéns do Engenhão, localizados na parte externa do Estádio Nilton Santos. E foi lá que o Samba da Feira passou a acontecer todo sábado, a partir do dia 3 de dezembro de 2016. “Quando fomos para Engenhão, nossa preocupação era não perder a essência do SAMBA DA FEIRA”, explica Mario Castilho. Eles conseguiram. O samba segue firme e forte.

Ainda no quintal, o Samba da Feira já recebia artistas, mas foi nos Armazéns do Engenhão que o evento passou a convidar sambistas de peso. O primeiro foi Toninho Geraes. Para bancar o cachê, os amigos se arriscaram e correram atrás na divulgação: usaram mídias sociais, firmaram parceria com emissora de rádio, e, de lá para cá, o samba se propagou. Toninho Geraes abriu porta para Xande de Pilares, que elogiou o evento em seus stories, no Instagram, e pronto!

O Samba da Feira firmou-se como grande evento e passou a atrair outros grandes artistas como Alcione, Belo, Jorge Aragão, Mumuzinho, Fundo de Quintal, Mart’nália, Diogo Nogueira, Leci Brandão , Grupo Molejo, Maria Rita, Bebeto, Dudu Nobre, Monarco, Revelação, Chininha & Príncipe, Xande de Pilares, Swing & Simpatia, Pixote, Reinaldo, Galocantô, Marquynhos Sensação, Tiee, Bom Gosto, Arlindinho, Pique Novo, Sombrinha, Gustavo Lins, Netinho de Paula, Ronaldinho e muitos outros.

Em três anos, mais de 500 mil pessoas já passaram pelo Samba da Feira. Ao vivo e a cores, é sempre uma multidão que prestigia o evento. E os números não são só uma questão de público. São 200 pessoas trabalhando diretamente com o Samba da Feira, única diversão gratuita do Engenho de Dentro e dos bairros próximos, que gera trabalho interno para 30 pessoas – entre garçons, seguranças e pessoal de limpeza –, assim como alavanca as vendas dos comerciantes entorno do Engenhão.

Nas redes sociais, o Samba da Feira (@sambadafeirarj) também é sucesso. O número de seguidores não para de crescer. São mais de 97 mil seguidores no Facebook, 54,7 mil no Instagram e 30,5 mil no canal do YouTube.

Serviço

Samba da Feira com O Grupo Menos é Mais e Bateria da Mangueira

Sábado 8 de fevereiro, das 17h às 23h

Armazéns do Engenhão

Praça do Trem s/nº, ao lado do estádio Nilton Santos, em frente à estação de trem do Engenho de Dentro

Entrada gratuita

Classificação livre

Comentários estão fechados.

Follow by Email
Instagram
Fale conosco