Publisher Theme
Art is not a luxury, but a necessity.

SALGUEIRO – XANGÔ

218

Chama Xangô, chama xangô…

Literalmente, trovejou…Salgueiro entrou na avenida ovacionado pelo público que começou a cantar o seu contagiante samba junto ao esquenta da bateria, mesmo antes do carro de som. Foi um momento arrepiante e de pura emoção! Casamento perfeito de Emerson Dias e Quinho.
Salgueiro fez tributo ao seu patrono espiritual, o grande orixá Xangô, que com sua força e vigor estampando no corpo de todos os componentes dessa maravilhosa acadêmia do samba, enlouqueceu o público.

Que percurso lindo pela avenida fez a escola vermelha e branco.
A energia de Obá foi vibrante e mexeu com a avenida e com a alma de todos os filhos desse orixá. Alegorias bem acabadas, fantasias luxuosas e com um toque de magia e bom gosto fizeram a diferença na avenida. Foi uma plástica perfeita!
Viviane Araújo, como sempre, estava deslumbrante e incendiou a avenida com sua beleza e carisma.
É importante ressaltar que a leitura do enredo foi totalmente assertiva em relação a temática proposta pelo Carnavalesco Alex de Souza.
A furiosa veio mostrando que não perdeu sua força com a saída do mestre Marcão, muito pelo contrário, demonstrou um equilíbrio e uma cadência singular.
Grande favorita ao título!

Por: Danielle Castro e Vander Timbalada

Comentários estão fechados.

Follow by Email
Instagram
Fale conosco