Publisher Theme
Art is not a luxury, but a necessity.

Portela – Guajupiá, Terra sem males

143

Comunidade da Portela e amantes da agremiação são uns dos sambistas que mais cobra de seus diretoria para estar com fantasias intactas na avenida.

Por essas exigências que agremiação portelense estaria no páreo entre as melhores da noite de apresentações do Grupo Especial.

O mais importante e difícil e a escola levar os seus 23º campeonatos nesse 2020.

O professor de danças de salão e coreografo Carlinhos de Jesus levou para passarela do samba um novo conceito de coreografia muito interessante e de fácil assimilação, uma coreografia de fácil comunicação com o público e para os jurados.

Nomeada “Honra Tupinambá” a apresentação coreográfica encenou o ritual dos índios tupinambás que se estabeleceram no Rio de Janeiro antes da chegada dos portugueses.

Ao iniciar pelo carro alegórico de apoio que só funcionou no primeiro módulo de julgamento. A fantasia do personagem que representava o europeu apresentava problemas de finalização. A caracterização careca não estava bem-feita e outras partes da nuca por exemplo estava soltando, e consequentemente prejudicando o visual da apresentação.

Por: Edinho Meirelys

Comentários estão fechados.

Follow by Email
Instagram
Fale conosco