Publisher Theme
Art is not a luxury, but a necessity.

Neto de Neguinho da Beija-Flor morre após ser baleado em baile funk

73

Gabriel Ribeiro Marcondes, de 20 anos de idade, neto do sambista Neguinho da Beija-Flor, morreu na madrugada deste domingo (18) após ele e outros três homens serem baleados em um baile funk que acontecia no Morro da Bacia, no distrito de Miguel Couto, em Nova Iguaçu, na Baixada Fluminense. Testemunhas apontam que participantes da festa trocaram tiros com a polícia, que disse que o evento não tinha autorização. O caso foi registrado na delegacia da região.

À TV Globo, Neguinho da Beija-Flor falou apenas que Marcondes estava em um baile funk quando foi baleado e que não quis saber o que ocorreu.

Gabriel, que chegou a ser socorrido por policiais do 20º BPM (Nova Iguaçu) para o Hospital da Posse, mas não resistiu, será sepultado nesta segunda-feira (19) no Cemitério Municipal de Nova Iguaçu. Na certidão de óbito, a causa da morte é atestada como “lesão causada por projétil de arma de fogo”.

Procurada, a PM informou que policiais militares do Batalhão de Mesquita estavam em patrulhamento pelo bairro Ambaí, em Nova Iguaçu, quando receberam denúncia sobre um evento não autorizado que estaria começando a bloquear uma rua. Durante deslocamento da viatura, os policiais tentaram abordar dois homens em uma moto na Avenida Henrique Duque Estrada Meyer, mas a dupla fugiu em direção ao evento.

Gabriel Ribeiro Marcondes, neto do Neguinho da Beija-Flor. Foto: Reprodução de Internet
Gabriel Ribeiro Marcondes, neto do Neguinho da Beija-Flor. Foto: Reprodução de Internet

Em nota, a diretoria da Beija-Flor lamentou a morte do jovem e diz esperar que o crime seja investigado, desejando dias melhores para os moradores da Baixada Fluminense.

Leia a íntegra:

“A Beija-Flor de Nilópolis — em nome de toda sua diretoria, artistas, funcionários, componentes e torcedores — presta solidariedade ao intérprete Neguinho da Beija-Flor e sua família pela perda do jovem Gabriel Marcondes, de 20 anos, na madrugada deste domingo, 18. Como uma escola de samba que age coletivamente como uma família, a azul e branco acolhe com carinho o músico e aqueles que, como Neguinho, vivenciam o luto e a dor dessa despedida inesperada e prematura. Nossa agremiação espera que as circunstâncias do episódio que vitimou Gabriel sejam esclarecidas e expressa o desejo de dias melhores para os cidadãos da Baixada Fluminense. Carinho e respeito ao dono da nossa voz oficial e aos seus.

Comentários estão fechados.

Follow by Email
Instagram
Fale conosco