Publisher Theme
Art is not a luxury, but a necessity.

Mercado do samba para o Carnaval 2021: escolas do Rio anunciam mudanças

0 77

O Carnaval 2020 acabou, mas as escolas de samba não param de trabalhar durante todo o ano. Algumas agremiações do Rio de Janeiro começaram a mexer os pauzinhos em suas equipes, renovando contratos ou anunciando novos colaboradores para o ano que vem.

A campeã, Viradouro, e a vice, Grande Rio, do Grupo Especial, por exemplo, já divulgaram em suas redes sociais algumas informações de como será o Carnaval 2021. Já a Imperatriz, que venceu a Série A e voltou para a elite, não terá mais o carnavalesco Leandro Vieira.

Do Grupo Especial, somente a Beija-Flor ainda não se pronunciou. A Estácio de Sá e a União da ilha, que ficaram em 12º e 13º lugar, respectivamente, foram rebaixadas do Grupo Especial e vão desfilar na Série A em 2021, também não se manifestaram sobre possíveis mudanças. Veja abaixo as escolas que já anunciaram algumas alterações em suas equipes para o Carnaval 2021.

Viradouro

Fat Press

A Viradouro renovou o contrato com os carnavalescos Marcus Ferreira e Tarcisio Zanon para o Carnaval 2021. A dupla está em alta, após ter conduzido a escola de Niterói ao título do Grupo Especial do Rio de Janeiro neste ano. O anúncio foi feito nas redes sociais da Viradouro ontem. “Renovados! Marcus Ferreira e Tarcisio Zanon permanecerão na Unidos do Viradouro para o Carnaval de 2021. A escola confia muito no trabalho realizado pela dupla e dará continuidade a esta parceria vitoriosa”. O presidente da escola, Marcelinho Calil, também deu a notícia em seu Instagram. “Marcus Ferreira e Tarcisio Zanon seguem na Viradouro para o carnaval de 2021! Confiança e muito trabalho para fazermos mais um grande desfile! Avante!”, disse ele.

Grande Rio

A Grande Rio, vice-campeã do Grupo Especial, renovou os contratos com o diretor de Carnaval, Thiago Monteiro, e com os carnavalescos Leonardo Bora e Gabriel Haddad.

A Grande Rio liderava a disputa do Carnaval do Rio de Janeiro hoje até o penúltimo quesito. Mas, bastou a análise de evolução para que a Beija Flor assumisse a disputa e a internet comemorasse. Depois, a Viradouro passou as duas e ficou com o título. O motivo? As derrotas da Globo e do Fluminense. A chance da escola repleta de artistas da emissora ganhar revoltou muitas pessoas na web. Para muitos, ela tinha “comprado” o Carnaval. Em relação ao Fluminense, a virada de mesa que aconteceu há dois anos, quando a Grande Rio não foi rebaixada mesmo ficando em penúltimo do Carnaval, foi lembrado.

Fat Press

Mocidade Independente de Padre Miguel

Terceira colocada na classificação, a Mocidade anunciou Fabio Ricardo como seu novo carnavalesco, no lugar de Jack Vasconcelos, que ficou apenas um ano na agremiação. A escola ainda renovou o contrato com o diretor de Carnaval, Marquinho Marino, com o intérprete Wander Pires, com os coreógrafos da comissão de frente, Jorge Teixeira e Saulo Finelon, com o mestre de bateria Dudu e com o primeiro casal de mestre-sala e porta-bandeira, Diogo Jesus e Bruna Santos.

Salgueiro

O Salgueiro, que ficou em quinto lugar, divulgou em suas redes sociais o desligamento do coreógrafo Sérgio Lobato. De acordo com a escola, a decisão se deu de forma conjunta e amigável entre o profissional e o presidente André Vaz. Já o carnavalesco Alex de Souza vai para o quarto ano no Salgueiro, e o primeiro casal de mestre-sala e porta-bandeira, Sidclei Santos e Marcella Alves, também seguirá na escola.

Fat Press

O Acadêmicos do Salgueiro. Depois de três quesitos lidos, a escola configurava em sexto lugar o que deixou fãs tristes, sobretudo por Viviane Araújo, rainha de bateria da escola. A cada nota, ela ficava visivelmente nervosa, e os fãs foram junto com ela. “9.8 pro Salgueiro e Viviane Araújo está put* nesse momento”, definiu uma internauta. “9.9 até que vai, mas 9.7?! Me poupe”, declarou uma página dedicada. “É sempre assim, salgueiro começa nos primeiros lugares e no último quesito perde. Desculpa Viviane Araújo, esses jurados não te merecem”, reclamou outra espectadora. Houve quem defendesse, inclusive, que a presença da rainha, considerada “a rainha das rainhas” de bateria, já deveria ser suficiente para a escola ganhar 10. “Eu daria 10 pra tudo do Salgueiro só por causa da Viviane Araújo”, cravou uma internauta.

Mangueira

A Estação Primeira de Mangueira, sexta colocada, renovou o contrato com o carnavalesco Leandro Vieira — ele também foi responsável pelo desfile da Imperatriz Leopoldinense, mas, como a escola subiu para a elite do Carnaval, Leandro teve que ficar em apenas uma agremiação.

Quem também permanecerá na escola é Matheus Oliverio e Squel Jorgea, primeiro casal de mestre-sala e porta-bandeira, e Rodrigo Negri e Priscilla Mota, coreógrafos da comissão de frente. A Mangueira renovou o contrato com o carnavalesco Leandro Vieira para o Carnaval 2021. A notícia foi confirmada ao UOL pela assessoria de imprensa da escola. Neste ano, sob o comando de Vieira, a verde e rosa ficou em 6º lugar, com o enredo “A Verdade Vos Fará Livre”, uma releitura da história de Jesus.

O carnavalesco também assinou o desfile da Imperatriz Leopoldinense, que ganhou a Série A do Carnaval do Rio. Porém, como a agremiação subiu para o Grupo Especial, do qual a Mangueira já faz parte, ele teve de escolher uma escola para continuar à frente. Com isso, anunciou a sua saída da Imperatriz. “No caso de Leandro, até deu para fazer [Carnaval de duas escolas], porque os barracões eram vizinhos, o barracão da Imperatriz e da Mangueira eram um do lado do outro. Agora que a Imperatriz subiu, ele teve de optar entre uma das duas e acabou ficando com a Mangueira”, explica o colunista do UOL Anderson Baltar. Leandro está na Mangueira desde o Carnaval de 2016.

Portela

Depois de ficar em sétimo lugar, a Portela renovou o contrato com os carnavalescos Renato Lage e Márica Lage. Além disso, o primeiro casal de mestre-sala e porta-bandeira, Marlon Lamar e Lucinha Nobre, segue pelo quarto desfile consecutivo na escola. Já Carlinhos de Jesus, após dois anos, não permanecerá na Portela como coreógrafo da comissão de frente.

Fat Press

“A Portela não contará com Carlinhos de Jesus para o Carnaval 2021. A decisão foi tomada, na quinta-feira (27), após reunião no barracão entre o presidente Luis Carlos Magalhães, o vice-presidente Fábio Pavão e o próprio Carlinhos”, declarou a Portela. “Após dois anos de convivência, a Portela agradece o empenho e a dedicação de Carlinhos de Jesus e toda a sua equipe, desejando-lhes muito sucesso nos próximos desafios”. Ainda não há previsão sobre a nova pessoa a ocupar o cargo, mas um novo nome deve surgir em breve, de acordo com o comunicado. “A diretoria da Portela informa que o nome do novo responsável pela comissão de frente será anunciado em breve'”.

Fat Press

Vila Isabel

A Vila Isabel, oitava colocada neste ano, já anunciou que homenageará Martinho da Vila em seu desfile 2021 e renovou o contrato com o carnavalesco Edson Pereira. O diretor de Carnaval, Moisés Carvalho — que fazia parceria com Wilsinho Alves, que deixou a escola —, o intérprete Tinga, o mestre de bateria Macaco Branco e o diretor geral de harmonia, Marcelo Emoção, seguem na agremiação. Já o coreógrafo da comissão de frente, Patrick Carvalho, deixa a Vila, sendo substituído pelo recém-contratado Márcio Moura. O primeiro casal de mestre-sala e porta-bandeira também irá mudar, já que Raphael Rodrigues anunciou em sua rede social que deixará a escola — Denadir Garcia, a porta-bandeira,.

Vila Isabel, oitava colocada neste ano, já anunciou que homenageará Martinho da Vila em seu desfile 2021 e renovou o contrato com o carnavalesco Edson Pereira. O diretor de Carnaval, Moisés Carvalho — que fazia parceria com Wilsinho Alves, que deixou a escola —, o intérprete Tinga, o mestre de bateria Macaco Branco e o diretor geral de harmonia, Marcelo Emoção, seguem na agremiação. Já o coreógrafo da comissão de frente, Patrick Carvalho, deixa a Vila, sendo substituído pelo recém-contratado Márcio Moura. O primeiro casal de mestre-sala e porta-bandeira também irá mudar, já que Raphael Rodrigues anunciou em sua rede social que deixará a escola — Denadir Garcia, a porta-bandeira,.

Unidos da Tijuca

A nona colocada do Grupo Especial, Unidos da Tijuca, não conseguiu entrar em acordo com o carnavalesco Paulo Barros e, por isso, após nove carnavais, ele deixou a escola. A agremiação também divulgou a saída do coreógrafo da comissão de frente, Jardel Lemos. A bateria seguirá sob o comando do Mestre Casagrande.

O que ontem era prioridade, hoje já faz parte do passado. Encerraram-se na tarde quinta-feira (05) as negociações entre Paulo Barros e a Unidos da Tijuca. Não houve acordo em alguns pontos considerados importantes para exercer um bom Carnaval, por isso, o carnavalesco e o presidente da escola, Fernando Horta, encerraram, de forma amigável, as negociações. “Não houve discussão, foi tudo bem, a questão é que o Horta e eu não nos acertamos em alguns pontos, que, para mim, são cruciais, mas nada tem a ver com dinheiro. Essa não foi a questão. Eu estou tranquilo quanto ao meu futuro. O que tiver que ser, será”, disse o carnavalesco, que é desejado por agremiações como a São Clemete. Diz o carnavalesco ao colunista: Léo Dias.

Paulo Barros acerta com à Paraíso do Tuiuti: https://sambaconexao.com/2020/03/09/9924/

São Clemente

A São Clemente, que ficou em décimo lugar, anunciou a contratação de Maninho para reforçar o time de intérpretes ao lado de Leozinho Nunes, que segue como voz oficial da escola. A rainha de bateria, Raphaela Gomes, e o diretor artístico, Tiago Martins, serão mantidos em 2021. Entre as demissões, está a do primeiro casal de mestre-sala e porta-bandeira, Fabrício Pires e Giovanna Justo, e do carnavalesco Jorge Silveira.

Fat Press

Depois de imitar o presidente Jair Bolsonaro (sem partido), Marcelo Adnet comemorou o tímido 10º lugar com a São Clemente, em vídeo publicado nas redes sociais, na tarde de hoje. A agremiação somou 267 pontos e ficou à frente, apenas, de Paraíso do Tuiuti, Estácio de Sá e União da Ilha (estas duas últimas rebaixadas). “Décimo é festa. Nono é feriado. Pra quem dizia que ficaríamos em último”, escreveu ele, em vídeo cantando o samba-enredo da escola.

Paraíso do Tuiuti

A Paraíso do Tuiuti, 11ª colocada, que se livrou do rebaixamento por pouco, divulgou que o primeiro casal de mestre-sala e porta-bandeira, Marlon e Danielle Nascimento, e o diretor de Carnaval, Júnior Schall, permanecerão na escola. Já o mestre de bateria, Ricardinho, foi desligado e substituído pelo novo contratado, Mestre Marcão. O carnavalesco João Vitor Araújo e o coreógrafo da comissão de frente, Marcio Moura, também foram demitidos.

Fat Press

Em 2020, Paraíso do Tuiuti levou para a avenida o tema “O Santo e o Rei – Encantarias de Sebastião” em busca de um título inédito no Grupo Especial do Carnaval Carioca. O enredo cruzou a história de Dom Sebastião, rei de Portugal desaparecido no século 16 após uma batalha no Marrocos e que é cultuado até hoje, com a de São Sebastião, padroeiro do Rio de Janeiro e também da escola.

Imperatriz Leopoldinense

Depois de vencer a Séria A em 2020 e subir para o Grupo Especial, a Imperatriz anunciou o desligamento do carnavalesco Leandro Vieira. Ele também foi responsável pelo desfile da Mangueira, que já está na elite do Carnaval, e escolheu permanecer na verde e rosa. Entre as renovações para 2021, estão as dos diretores de harmonia, Jorge Arthur e André Bonatte, e do primeiro casal de mestre-sala e porta-bandeira, Thiago Mendonça e Rafaela Theodoro.

Fat Press

A escola Imperatriz Leopoldinense foi a campeã da Série A do Carnaval 2020 do Rio de Janeiro e estará de volta à elite em 2021 após um desfile considerado perfeito. Ao todo, 14 escolas disputaram a única vaga para ascender ao Grupo Especial do Carnaval do Rio de Janeiro. A Imperatriz conseguiu tirar 10 em todas as notas da apuração de hoje.

Matéria: Fonte UOL

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.

Follow by Email
Instagram
Fale conosco