Publisher Theme
Art is not a luxury, but a necessity.

Melhor Curimbeiro do Brasil será eleito no Mês da Consciência Negra com homenagem à Marquinhos de Oswaldo Cruz

271

Criado no ano de 2005 o Prêmio Atabaque de Ouro foi criado para homenagear os destaques dos festivais de melodias de terreiros, movimento que começou no início da década de 70, esmoreceu, mas após a criação do prêmio há 13 anos, reaqueceu o movimento e expandiu para seis estados do Brasil: Paraná, Mato Grosso, Amapá, Goiás, São Paulo e Rio de Janeiro além dos demais que estão em negociação para participar do evento que acontece no Rio de Janeiro, com a disputa apenas de campeões de festivais de músicas que narram o cotidiano do índio, escravo, mitologias e riquezas culturais de herança das tradições afro brasileiras.

Serão 13 premiações por categorias: letra, intérprete, revelação, produtor do melhor festival, curimbeiro, coreografia, dentre outras além do atabaque de prata para o segundo lugar e bronze para o terceiro, na classificação geral da disputa ao título principal campeão dos campeões.

Serão 18 grupos campeões, além de participações especiais de grupos veteranos e consagrados no movimento, num elenco que reunirá mais de trezentos integrantes. Para o diretor do evento, a palavra RESISTÊNCIA é a que define a 13º edição do Prêmio Atabaque de Ouro, que conta com uma rede de parceiros, mas infelizmente o evento não tem patrocínio. “O mês de novembro é um período que faz a sociedade refletir sobre reparos necessários há uma cultura tão perseguida, marginalizada e deturpada por falta de compromisso e responsabilidade de nossos governantes que não realizam e implementam políticas públicas eficazes, que promovam uma cultura de paz. Os movimentos sociais resistem há uma era de retrocessos.” Declara Marcelo Fritz, diretor geral e criador do prêmio. Que lamenta as perseguições que casas preservadoras dessas tradições estejam sofrendo com seus direitos violados.

O evento contará com uma série de lançamentos de CDs, livros do segmento, além de uma feira e mostra de cultura afro em torno de 45 expositores.

Marquinhos de Oswaldo Cruz Será Homenageado como padrinho dos Curimbeiros.

Sambista, militante, produtor e resistente, Marquinhos de Oswaldo Cruz será homenageado no evento pelo que representa para a cultura popular. Sua trajetória o credencia a este reconhecimento que certamente coroará o evento com um show na premiação que já teve padrinhos de peso como: Ivone Lara, Lecy Brandão, Noca da Portela, Neguinho da Beija Flor, Moacyr Luz dentre outros artistas consagrados.

O evento ocorrerá no próximo dia 26 de novembro, domingo, no espaço Show Tradição, localizado na Estrada Intendente Magalhães, 160 – Vila Valqueire – Rio de Janeiro, com abertura dos portões à partir das 12:30 Hs, com encerramento previsto para às 18:30 Hs.

Maiores informações: 21-97032-9289 Zé

Comentários estão fechados.

Follow by Email
Instagram
Fale conosco