Publisher Theme
Art is not a luxury, but a necessity.

Culto religioso aglomera mais de 11 mil pessoas na quadra da Grande Rio

38

O pastor Leonardo Sale, fundador da Igreja Pentecostal Templo dos Milagres, provocou uma aglomeração de cerca de 11 mil pessoas, segundo dados divulgados pelos próprios participantes, na quadra da escola de samba Grande Rio, em Duque de Caxias, na Baixada Fluminense. O evento foi realizado na noite desta quarta-feira (3) e foi transmitido através da internet.

O pastor, que declarou voto e fez campanha em um vídeo para Jair Bolsonaro em 2018, disse que foram tomadas todas as medidas de distanciamento para não haver aglomeração de pessoas. “Disponibilizamos álcool em gel, máscara e exigimos que os fiéis comparecessem com a utilização de máscara”.

Nas imagens que circulam nas redes sociais, o próprio pastor aparece sem a medida de proteção. É possível identificar alguns fiéis sem máscara de proteção facial e muito próximos uns dos outros.

Em nota, a Grande Rio disse que tem como diretriz ceder a sua quadra para eventos religiosos, sociais e culturais e que a responsabilidade, segundo a escola, é dos realizadores. Mas disse que, diante das imagens, vai fazer uma notificação ao pastor Leonardo Salles, que é o responsável por esse culto.

Nesta quarta-feira (3), o governador em exercício do Rio, Cláudio Castro, descartou a possibilidade de ampliação nas medidas de isolamento e adoção de lockdown, como sugeriu uma carta de recomendação do Conselho Nacional dos Secretários de Saúde (Conass). Seguindo a linha de Jair Bolsonaro, Castro disse não acreditar em lockdown.

Na capital, o prefeito Eduardo Paes anunciou nesta quinta-feira (4) novas restrições para tentar conter o avanço da Covid-19 no município.

Entre elas, estão a proibição de funcionamento de quiosques, boates e feiras de artesanato. A permanência nas ruas e em espaços públicos também ficará restrita no horário entre 23h e 5h.

Comentários estão fechados.

Follow by Email
Instagram
Fale conosco